Café de Setembro: o casal de artistas do café

café de setembro

No mês de setembro, trouxemos os grãos de 84 pontos do Paulo e da Mariana.

O casal de artistas do café conversou com a gente e contou um pouco de sua história. Confira ao longo deste post!

O casal de produtores de setembro


Complementares como um bom pingado, Paulo e Mariana Izidro trazem o café do mês de setembro.

O Sítio Santa Rosa, que fica em Divinolândia (SP), é o lar da dupla, que produz leite e café.

Rodeados por uma quantidade significativa de plantações de café, ainda conseguem enxergar as montanhas que compõem a vista da propriedade e uma pequena mata ciliar, que conservam com muito cuidado. 

Ele é agrônomo e ela veterinária, o que para os dois é a sincronia perfeita. Eles cuidam de todas as tarefas juntos e se apoiam um no outro para garantir a qualidade em tudo que fazem. Mas não faz tanto tempo que vivem para isso.

As famílias sempre estiveram ligadas ao café, mas ele trabalhava em uma multinacional e ela para a prefeitura da cidade.

Em 2016, mandaram café do sítio dos pais da Mariana para a cooperativa da região e ganharam o prêmio de melhor grão.

Foi aí que o casal decidiu que era hora de mudarem o curso e investirem todo o tempo no cultivo. 

Juntaram suas economias e compraram o Sítio Santa Rosa no início de 2017. Depois da compra, o orçamento do casal ficou enxuto e começaram a ter dificuldades para comprar produtos necessários para insumos.

Mas, como diz o Paulo, “uma janela se fecha e um portão se abre”. Mariana deu a ideia de usarem um composto de sobra da palha do café enriquecida pelas vacas leiteiras do casal.

A ideia não só funcionou, como garantiu o selo de “Café Biodinâmico” ao grão. Além disso, eles não usam nenhum tipo de agrotóxico na produção.

Hoje, dessa maneira, conseguem ter cerca de dez tipos diferentes de café em pouco mais de dez hectares. 

“Fazemos tudo o que podemos para dar conta de todas as tarefas juntos. Foi um grande desafio, mas estamos conseguindo. Nunca focamos na quantidade e sim na qualidade, acho que esse é um grande diferencial. Fazemos com amor, carinho e cuidado.”, conta Paulo.

Mesmo com a rotina corrida e atarefada, o casal se encontra na parte da manhã e da tarde para um café e leite, mas não misturados, já que Mariana não aprecia café e Paulo não é o maior fã de leite.

Mesmo que o pingado não seja a bebida preferida do casal, eles carregam a harmonização dos dois produtos que o compõe com maestria.”.

Café Biodinâmico

Como eles contaram, o café do Paulo e da Mariana levam o selo de Produto Biodinâmico. Isso quer dizer que eles buscam produzir o grão com o que eles já possuem dentro do sítio, focando na sustentabilidade.

O casal não utiliza nenhum tipo de fertilizante a não ser a própria palha do café já seca, enriquecida com insumos das vacas leiteiras que criam. Dessa forma, preservam o meio ambiente. 

“A natureza faz seu próprio papel. Quando damos a oportunidade da natureza se expressar, ela devolve da melhor forma possível.”, afirma Mariana.

Características do Café de Setembro

O café do mês é da variedade Obatã, conta com processamento natural e é pontuado em 84, em uma escala que vai até 100. Nesse grão, de acidez equilibrada e corpo licoroso, você pode sentir notas de whisky e um toque frutado. 

Gostou do conteúdo sobre o café do Paulo e da Mariana? Você pode conhecer esses grãos e muitos outros acessando nosso site www.clubsmile.com.br <3 Não esqueça de deixar seu comentário 🙂

1 thought on “Café de Setembro: o casal de artistas do café

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *